NÃO CONSEGUE ASSISTIR O VÍDEO - COMUNIQUE EM COMERCIALAPLICA@GMAIL.COM

AMO FAZER COMPRAS EM BRECHÓ!!!

PROJETO ÁFRICA

PROJETO ÁFRICA
PLANOS DE AULA

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Qual a importância do continente africano na formação da cultura brasileira?


Por: Karen Hüsemann 



É imensurável a quantidade de influência que o continente africano tem na formação da cultura brasileira. Sabe-se que existe uma história da África que antecede o tráfico de escravos para o nosso país e nosso país por sua vez tem uma cultura anterior a este mesmo fato. Daí então após a ocorrência da vinda desses escravos iniciou-se a construção do que hoje é chamado identidade cultural afro-brasileira. Contudo acredito eu, que não somente e apenas nasceu a cultura afro-brasileira como também o princípio da cultura brasileira.

Para melhor compreensão dessa afirmação, podemos citar as principais  manifestações culturais brasileiras que possuem sua origem na cultura africana são:As principais manifestações culturais brasileiras que possuem sua origem na cultura africana são: A linguagem, a culinária e o folclore.

A linguagem muitas são as palavras que utilizamos em nosso vocabulário, que tem origem africana, como:

acarajé: bolinho de feijão frito (feijão fradinho).
batuque: dança com sapateados e palmas
caxumba: doença da glândula falias.
dengo: manha, birra.
Exu: deus africano de potências contrárias ao homem.
Dentre outros.

Perceba que, não são palavras desconhecidas para nenhum brasileiro, e sim palavras que normalmente falamos e que fazem parte de nosso dicionário português, da língua portuguesa, mas que são de origem de diferentes povos africanos.


 A culinária


Nitidamente a culinária africana está inserida em nossa cultura. O negro introduziu na cozinha o leite de coco-da-baía, o azeite de dendê, confirmou a excelência da pimenta malagueta sobre a do reino, deu ao Brasil o feijão preto, o quiabo, ensinou a fazer vatapá, caruru, mungunzá, acarajé, angu e pamonha. Fizeram valer sua cozinha em seus temperos verdes, a sua maneira de cozinhar, modificando os pratos portugueses, substituindo ingredientes;  a mesma coisa fez com os pratos da terra; e finalmente criou a cozinha brasileira, descobrindo o chuchu com camarão, ensinando a fazer pratos com camarão seco e a usar as panelas de barro e a colher de pau.
Um exemplo seria: 
O Abará
Bolinho de origem afro-brasileira feito com massa de feijão-fradinho temperada com pimenta, sal, cebola e azeite-de-dendê, algumas vezes com camarão seco, inteiro ou moído e misturado à massa, que é embrulhada em folha de bananeira e cozida em água. (No candomblé, é comida-de-santo, oferecida a Iam sã, Obá e Ibeji).

A História da África também marca nosso folclore


O folclore

Quem nunca ouviu uma lenda contada por nossos antepassados?

A primeira que me vem à mente é a do negrinho do pastoreio.
Muito conhecida pelos brasileiros e que possui o teor da História da África.
A lenda conta a história de um negrinho, escravo, que com certeza tinha origem Africana. Assim apenas por isso, já dá pra dizer que a essa lenda envolve a História da África, pois qual é o fato da história do continente vizinho que até pouco tempo era único no objetivo de unir nossas historias? A escravidão.
Neste blog você pode conhecer outras lendas herdadas deste continente e que com certeza contribui em muitos aspectos culturais de nosso país. Veja em Lendas e Mitos

Na minha opinião, o brasileiro de modo geral não costuma valorizar muito as coisas de seu próprio país, daí segue-se assim sem saber até mesmo que sua cultura provém de outra localidade como o caso do continente africano. É verdade as pessoas nem reconhecem que existe esta influência... Aos que sabem entendem estes povos como "seres inferiores" pois entendem como os "antigos escravos" os rejeitados da sociedade. Sim, no nosso país existe claramente o preconceito, mas fingindo não ter, criando condições ridículas para inserir de alguma forma os afro descendentes em empregos, faculdades, etc de forma que não aparente que estão sendo injustos. Em relação a encarar a cultura africana como subdesenvolvida é uma questão de aceitação da mesma. Acredito que a partir do momento que encararmos como nossa própria cultura estaremos nos permitindo aprimorar nesta questão e abrir novos horizontes e enfrentamentos no qual nos valorizamos mais.

9 comentários:

  1. galera ajudou pouco pois o texto eh pequeno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não poderia nao jah ta de bom tamanho minha mao ta cansada de tanto escreve kkk...

      Excluir
  2. Para complementar seus estudos ou curiosidade sobre o tema, você poderá assistir em nosso blog NOVA ÁFRICA - BERÇO DA HUMANIDADE EM -
    http://historiaestudoaqui.blogspot.com.br/2013/03/nova-africa-berco-da-humanidade.html

    ResponderExcluir
  3. agora nao preciso.... mas agradeço
    dica:poderia aumentar o texto

    ResponderExcluir
  4. Bah me ajudou bastante
    no meu trabalho obrigado...kkkk

    ResponderExcluir
  5. cara minha mão ta cansada kkkk de tanto copia esse texto ( por favor da próxima façam textos pequenos com resumos pra variar kkkkk mais vlw ajudo muito

    ResponderExcluir
  6. muito bom mais poderia aumenta o texto

    ResponderExcluir
  7. Agradeço pela colaboração textual! Simples de compreender... Inclusive, concordo com a sua opinião final! (:

    ResponderExcluir
  8. Ajudou, portanto usei informações do texto para a minha pesquisa do colégio

    ResponderExcluir

Saudações, caro(a) amigo (a)!
Gostaria muito que você deixasse o seu comentário nesta postagem!
Grata
Karen Hüsemann

Acesse o Canal do Ensino

Acesse o Canal do Ensino

Onde História Estudo Aqui Atinge?

Sugestão de vídeos

Loading...

Notícias do Café História

[1] Notícias:
 Egito Antigo: revelação de espanhóis

Uma missão de arqueólogos espanhóis e egípcios fez uma descoberta em uma tumba no sul do Egito que abre portas à reinterpretação da cronologia faraônica, pois poderia demonstrar que Amenhotep III e seu filho Amenhotep IV, conhecido como Akenaton, reinaram juntos. [Leia mais]

[2] Mural:
 Morre Stuart Hall | Arqueologia

Considerado o pai do multiculturalismo, o sociólogo jamaicano Stuart Hall faleceu hoje aos 82 anos. A notícia foi noticiada nesta segunda-feira, dia 10 de fevereiro de 2014. E mais: Lançada em 1863, a Revista do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP)está recebendo artigos e outras contribuições em fluxo contínuo. [Leia mais]

[3] Fórum:
 Como avaliar o legado de Stuart Hall?

Participe do nosso mais novo fórum, dedicado ao sociólogo jamaicano falecido ontem, Stuart Hall, considerado o "pai" do multiculturalismo. O título do fórum é: Stuart Hall: como avaliar o seu legado sociológico? [Leia mais]

[4] Livro:
 Memórias da Segunda Guerra Mundial

Em “Memórias da Segunda Guerra Mundial” (em dois volumes), Winston Churchill relata, com uma escrita lúcida e incisiva, as raízes e o desenvolvimento da Segunda Grande Guerra do ponto de vista de quem viveu com intensidade os acontecimentos. Considerada uma obra-prima da literatura do século XX, estas Memórias ultrapassam qualquer gênero e constituem um clássico de leitura obrigatória. [Leia mais]

[5] Cine-História:
 Memórias de Salinger

Chega aos cinemas brasileiros o documentário de Shane Salermo, intitulado "Memórias de Salinger". O filme conta com a participação de Phillip Seymour Hoffman, Edward Norton John Cusack e muitos outros. [Leia mais]

[6] Documento: 
Propagandas antigas

Propaganda retirada da revista A Lua, edição nº10, conta um pouco mais sobre o ano de 1910. [Saiba mais]

[7] Conteúdo da Semana:
 Hemeroteca de Lisboa

Hemeroteca de Lisboa digitaliza parte de seu acervo e disponibiliza na internet, gratuitamente, milhares de documentos que ajudam a contar mais de três séculos da história da imprensa em Portugal. [Leia mais]

Visite Cafe Historia em: http://cafehistoria.ning.com/?xg_source=msg_mes_network





1] Notícias:
 Cemitério de escravos no quintal de casa

Em 1996, durante uma reforma, família descobriu ossadas debaixo da casa. A princípio, desconfiou que fossem de cachorros, até encontrarem várias arcadas dentárias humanas. E mais: sítio arqueológico é descoberto atrás da antiga Estação Leopoldina. Relíquias da família imperial estavam no subterrâneo do terreno, numa antiga área de descarte [Leia mais]

[2] Mural:
 Direita e Autoritarismo

Entre os dias 18 a 22 de novembro de 2013, acontecerá nas dependências do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Juiz de Fora, a 30o Semana de História da UFJF: “As Faces de Clio e os Desafios da História”. E confira também: Já se encontra online o novo número da Revista Debater Europa, subordinado ao tema "diálogos europeus", coordenado por Isabel Maria Freitas Valente e Alexandra Aragão. [Leia mais]

[3] Evento:
 Profissão Historiador

Acontece na Fundação Casa de Rui Barbosa, entre os dias 13 e 20 de setembro, um bem-vindo debate aberto sobre a profissão de historiador. [Leia mais]

[4] Nosso Livro:
 O Flautista do Rei

Ex-Ministro do Governo Sarney escreve autobiografia que ajuda a entender uma precisa parte de nossa história [Leia mais]

[5] Cine-História:
 Rush

Fãs de automobilismo (e do bom cinema) podem comemorar, pois acaba de chegar aos cinemas o filme "Rush - No Limite da Emoção" ("Rush", no original, em inglês), drama dirigido por Ron Howard que conta a história da maior rivalidade já vista na Fórmula 1, entre os pilotos Niki Lauda e James Junt. [Leia mais]

[6] Documento: 
Revolução Francesa

Decreto da Assembléia Nacional francesa estabelece os novos departamentos administrativos da França. [Saiba mais]

[7] Conteúdo da Semana:
 Filosofia - Entrevista

Relembre nossa entrevista com o professor Eduardo Jardim (PUC-RJ). O tema? Filosofia [Leia mais]

Visite Cafe Historia em: http://cafehistoria.ning.com/?xg_source=msg_mes_network