NÃO CONSEGUE ASSISTIR O VÍDEO - COMUNIQUE EM COMERCIALAPLICA@GMAIL.COM

AMO FAZER COMPRAS EM BRECHÓ!!!

PROJETO ÁFRICA

PROJETO ÁFRICA
PLANOS DE AULA

segunda-feira, 25 de maio de 2015

RACISMO: A verdade dói. Encare – Conceição Lourenço (RELATÓRIO DO LIVRO)


Relatório do livro

RACISMO: A verdade dói. Encare – Conceição Lourenço


KAREN ALESSANDRA HÜSEMANN


Centro Universitário Claretiano
                                                                                     Licenciatura em História  
                                                    Atividades Acadêmico-Científico-Culturais                                                            
                                                                      Profª Giani Vendramel de Oliveira



Campinas - 17 de maio de 2015

Relatório do livro

RACISMO: A verdade dói. Encare – Conceição Lourenço

Ficha técnica:

LOURENÇO, Conceição. Racismo: a verdade dói: encare / texto Conceição Lourenço; coordenação de texto Jorge J. Okubaro. – São Paulo: Editora Terceiro Nome : Mostarda Editora, 2006. 69 páginas.

Apresentação

Este livro apresenta uma interessante leitura sobre questões de igualdade de direitos, igualdade de oportunidades sobrepostas às questões étnicas.  

Enredo

A introdução do livro é um relato de experiência vivenciada pela autora, onde ela experimenta uma situação viva de preconceito racial, diante da atitude de uma vendedora, que sem saber se envolve nesta questão de forma a demostrar raízes eurocêntricas quando demonstra um certo objeto, contemplando a falsa democracia racial.
A autora relata em seus textos, divididos em subtítulos, de acordo com cada assunto que irá brevemente explanar, questões sobre a cor de pele, introduzida a partir do século XV, quando houveram as grandes transformações industriais, resultando em outra grande transformação que foi a social, religiosa e dominação europeia, como base representativa da discriminação pelo tom da pele. Mesura sobre a introdução da mão-de-obra escrava negra, deixando de lado, neste momento, a diáspora africana.
Os relatos que conta, em seu livro, são verídicos e aconteceram em uma contemporaneidade bem próxima e a utiliza para reflexão da diversidade cultural.
Também nos traz fatos que ocorreram durante o mandato do presidente Lula, sobre a nova ordem mundial, que se trata dos assuntos, relacionados a Diversidade Racial. Neste momento, o texto revela as diferenças entre o negro brasileiro e o negro norte americano e nos explica que o Brasil ainda é bastante resistente a esta questão e que as multinacionais, utilizam a diversidade a seu favor, como forma de melhores soluções.
A intolerância religiosa é colocada como um fato para as etnias e como fuga para ser aceito ou, simplesmente, para não sofrer discriminação, migram para outras religiões que são mais bem quistas aos olhos de uma sociedade intolerante.
A autora também fala brevemente sobre ações afirmativas, através de um relato que ela nos conta sobre um senhor que conhecera através de seu cargo como diretora da Revista Raça Brasil O que ela destaca deste relato é fantástico como exemplo que traduz a prática dessa ação e suas consequências benéficas na vida daqueles de que sempre serviu de forma compulsória e agora pôde experimentar sua recompensa – a retratação.
Os movimentos negros também são colocados neste livro, ressaltando a questão de união e divergências que não se trata de ser apenas comum nesse tipo de movimento e sim em todos.
O Movimento hoje, ainda é bem delicado, apesar de estar caminhando lentamente, mas em frente, ainda assim, os jovens negros, sofrem com a barbárie da polícia e em um outro relato nos conta um episódio bastante exemplificado sobre a história de um jovem negro de 24 anos, de Porto Alegre, que vindo da namorada, voltava para sua casa e assistiu um carro chocar-se em poste, uma criança fora confundido como sendo um dos sequestradores da menina.
A questão da autoestima também é abordada em um de seus sub tópicos, a mídia frente o racismo, o que nos revelam as novelas quando fazem uma trama envolvendo os italianos e não envolvendo os negros, quando são parte de um contexto na vinda desses para o Brasil.
E por fim, soluções. A autora coloca-nos os aliados, fala sobre a reparação monetária, a colaboração da mídia e a verdadeira história do Brasil que deve ser exigida.

Jusitificativa



Este livro se justifica para o aprendizado de História, principalmente por que nele, atende assuntos pertinentes a questões que permeiam a Lei 10.639/03 – MEC e para a formação específica de  profissional de educação, auxiliando mesmo que brevemente, na orientação de conteúdos que contemplam fatores relevantes a nossa identidade nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Saudações, caro(a) amigo (a)!
Gostaria muito que você deixasse o seu comentário nesta postagem!
Grata
Karen Hüsemann

Acesse o Canal do Ensino

Acesse o Canal do Ensino

Onde História Estudo Aqui Atinge?

Sugestão de vídeos

Loading...

Notícias do Café História

[1] Notícias:
 Egito Antigo: revelação de espanhóis

Uma missão de arqueólogos espanhóis e egípcios fez uma descoberta em uma tumba no sul do Egito que abre portas à reinterpretação da cronologia faraônica, pois poderia demonstrar que Amenhotep III e seu filho Amenhotep IV, conhecido como Akenaton, reinaram juntos. [Leia mais]

[2] Mural:
 Morre Stuart Hall | Arqueologia

Considerado o pai do multiculturalismo, o sociólogo jamaicano Stuart Hall faleceu hoje aos 82 anos. A notícia foi noticiada nesta segunda-feira, dia 10 de fevereiro de 2014. E mais: Lançada em 1863, a Revista do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP)está recebendo artigos e outras contribuições em fluxo contínuo. [Leia mais]

[3] Fórum:
 Como avaliar o legado de Stuart Hall?

Participe do nosso mais novo fórum, dedicado ao sociólogo jamaicano falecido ontem, Stuart Hall, considerado o "pai" do multiculturalismo. O título do fórum é: Stuart Hall: como avaliar o seu legado sociológico? [Leia mais]

[4] Livro:
 Memórias da Segunda Guerra Mundial

Em “Memórias da Segunda Guerra Mundial” (em dois volumes), Winston Churchill relata, com uma escrita lúcida e incisiva, as raízes e o desenvolvimento da Segunda Grande Guerra do ponto de vista de quem viveu com intensidade os acontecimentos. Considerada uma obra-prima da literatura do século XX, estas Memórias ultrapassam qualquer gênero e constituem um clássico de leitura obrigatória. [Leia mais]

[5] Cine-História:
 Memórias de Salinger

Chega aos cinemas brasileiros o documentário de Shane Salermo, intitulado "Memórias de Salinger". O filme conta com a participação de Phillip Seymour Hoffman, Edward Norton John Cusack e muitos outros. [Leia mais]

[6] Documento: 
Propagandas antigas

Propaganda retirada da revista A Lua, edição nº10, conta um pouco mais sobre o ano de 1910. [Saiba mais]

[7] Conteúdo da Semana:
 Hemeroteca de Lisboa

Hemeroteca de Lisboa digitaliza parte de seu acervo e disponibiliza na internet, gratuitamente, milhares de documentos que ajudam a contar mais de três séculos da história da imprensa em Portugal. [Leia mais]

Visite Cafe Historia em: http://cafehistoria.ning.com/?xg_source=msg_mes_network





1] Notícias:
 Cemitério de escravos no quintal de casa

Em 1996, durante uma reforma, família descobriu ossadas debaixo da casa. A princípio, desconfiou que fossem de cachorros, até encontrarem várias arcadas dentárias humanas. E mais: sítio arqueológico é descoberto atrás da antiga Estação Leopoldina. Relíquias da família imperial estavam no subterrâneo do terreno, numa antiga área de descarte [Leia mais]

[2] Mural:
 Direita e Autoritarismo

Entre os dias 18 a 22 de novembro de 2013, acontecerá nas dependências do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Juiz de Fora, a 30o Semana de História da UFJF: “As Faces de Clio e os Desafios da História”. E confira também: Já se encontra online o novo número da Revista Debater Europa, subordinado ao tema "diálogos europeus", coordenado por Isabel Maria Freitas Valente e Alexandra Aragão. [Leia mais]

[3] Evento:
 Profissão Historiador

Acontece na Fundação Casa de Rui Barbosa, entre os dias 13 e 20 de setembro, um bem-vindo debate aberto sobre a profissão de historiador. [Leia mais]

[4] Nosso Livro:
 O Flautista do Rei

Ex-Ministro do Governo Sarney escreve autobiografia que ajuda a entender uma precisa parte de nossa história [Leia mais]

[5] Cine-História:
 Rush

Fãs de automobilismo (e do bom cinema) podem comemorar, pois acaba de chegar aos cinemas o filme "Rush - No Limite da Emoção" ("Rush", no original, em inglês), drama dirigido por Ron Howard que conta a história da maior rivalidade já vista na Fórmula 1, entre os pilotos Niki Lauda e James Junt. [Leia mais]

[6] Documento: 
Revolução Francesa

Decreto da Assembléia Nacional francesa estabelece os novos departamentos administrativos da França. [Saiba mais]

[7] Conteúdo da Semana:
 Filosofia - Entrevista

Relembre nossa entrevista com o professor Eduardo Jardim (PUC-RJ). O tema? Filosofia [Leia mais]

Visite Cafe Historia em: http://cafehistoria.ning.com/?xg_source=msg_mes_network